Estadual

Atualizado em 09/08/2017 07:47

Recém chegada à ALPB, tucana já é tachada por petista como ?a deputada de uma nota só?

Recém empossada na Assembleia Legislativa da Paraíba, a deputada Eliza Virgínia, do PSDB, já começa a fazer novos  inimigos , em menos de uma semana de mandato. É que o deputado estadual Anísio Maia, do PT, não anda nada contente com a parlamentar, que quer revogar uma lei, de sua autoria, e que versa sobre a afixação de cartazes que alertam para discriminação contra integrantes da comunidade LGBT no Estado.

Maia destacou que, na Paraíba, nos últimos quatro anos, quase 90 homossexuais foram assassinados, muitos deles vítimas da intolerância e que a afixação de cartazes é uma forma de conscientização.

Para Anísio, se Eliza continuar batendo na mesma tecla, vai continuar sendo identificada como a deputada de uma nota só.

 Parece até que a deputada veio pra ALPB com esse único intuito, o de revogar a nossa lei. Eu pergunto: o que essa lei altera? Prejudica a quem? Na verdade, é uma lei que só traz benefícios a uma comunidade que necessita do apoio e da atenção do Estado, que é a comunidade LGBT. Foram 88 pessoas mortas em quatro anos. A nível de Brasil nem se fala. Então eu pergunto, vai fazer bem a quem você proibir a divulgação desses cartazes para que alertem as pessoas de que todo cidadão tem que ter o mesmo direito, o mesmo tratamento, que ninguém pode ser molestado, discriminado , ressaltou.

O deputado foi mais além e levantou a tese de a parlamentar ser favorável a discriminação dessas pessoas do meio da sociedade, o que é configurado como crime.  Certamente ela é a favor da discriminação, ou ela acha que 88 pessoas mortas não é nada demais. Sinceramente, eu acho que ela deve procurar outras coisas para fazer na Assembleia, porque vai terminar sendo a deputada de uma nota só. Sinceramente, têm outras coisas para fazer aqui , arrematou.