Municipal

Atualizado em 09/08/2017 07:50

Eliza pede desculpas aos vereadores e diz que foi infeliz e deselegante

A deputada estadual Eliza Virgínia (PSDB) pediu desculpas aos vereadores de João Pessoa após ter recomendado aos parlamentares  estudarem mais  ao comentar  rejeição do projeto de sua autoria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal que instituída a ?Escola Sem Partido? na Capital paraibana.

Após cobrança de retratação por parte do relator da matéria, Milanez Neto (PTB), a tucana reconheceu que foi  infeliz  e  deselegante   com os colegas parlamentares.

 Quero me retratar com a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), casa da qual faço parte, por ter sido infeliz na minha colocação, quando me referia ao resultado da votação da CCJ pela inconstitucionalidade do projeto ?Escola sem Partido?. Não foi minha intenção a de ofender os meus pares. O que posso dizer, refazendo minha fala, é que o direito nos oferece inúmeros possibilidades  de interpretação. Eu não considero (com fundamentos) o projeto ?Escola Sem Partido? inconstitucional, mas outros acreditam que sim. Todavia, sem entrar no mérito, quero apenas me desculpar pela forma deselegante que tratei meus colegas .

Suplente de deputada, Eliza Virgínia assumiu mandato da Assembleia Legislativa com a licença do deputado Tovar Correia Lima (PSDB) que foi para a Secretaria de Ciência de Tecnologia de Campina Grande.

Roberto Targino