Governo

Atualizado em 05/09/2017 06:45

Governo oferece qualificação sobre hanseníase e tuberculose para profissionais de saúde

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), ofereceu, durante toda esta segunda-feira (4), a Oficina de Manejo Clínico em Hanseníase e Tuberculose. O evento, organizado pelo Núcleo de Doenças Endêmicas da SES, aconteceu no Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB) e foi destinado a profissionais da atenção básica e de vigilância epidemiológica da 1ª e 12ª Gerência Regional de Saúde.

O enfermeiro do Núcleo de Doenças Endêmicas da SES, Rui Lima, explicou que os profissionais estão sendo capacitados para trazer melhorias na qualidade da assistência nas áreas de tuberculose e hanseníase.  Qualificar nunca é demais. Mesmo que estes trabalhadores lidem frequentemente com casos da doença, sempre surgem novas informações que podem ser úteis no dia a dia e no atendimento à população , disse ele.

A intenção é que as qualificações possam abranger todo o Estado periodicamente, para que os profissionais possam desempenhar suas funções com segurança e responsabilidade.  Assim, todos saem ganhando. Os profissionais, que podem adquirir novos conhecimentos sobre o diagnóstico e tratamento da tuberculose e hanseníase, facilitando a prática diária e melhorando os indicadores epidemiológicos das doenças. E o usuário, que pode contar com um serviço de qualidade e eficiência na atenção básica , enfatizou o enfermeiro.

Foi reforçado, ainda, que as doenças têm cura e que os casos devem ser notificados e tratados na atenção básica.   Apenas os casos mais graves, que não têm condições de tratamento nas unidades de atenção básica, seguem para as unidades de referência, a exemplo do Hospital Clementino Fraga. Vale lembrar que a cura é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico, tanto na tuberculose quanto na hanseníase , pontuou Rui Lima.

Tuberculose ? A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada por uma bactéria que afeta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

A transmissão da tuberculose é direta, de pessoa a pessoa, portanto, a aglomeração de pessoas é o principal fator de transmissão. A pessoa com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso e podem ser aspiradas por outro indivíduo contaminando-o. Má alimentação, falta de higiene, tabagismo, alcoolismo ou qualquer outro fator que gere baixa resistência orgânica também favorece o estabelecimento da tuberculose.

Entre os sintomas, estão: tosse seca contínua no início, depois com presença de secreção por mais de quatro semanas, transformando-se, na maioria das vezes, em uma tosse com pus ou sangue; cansaço excessivo; cansaço excessivo; febre baixa geralmente à tarde; emagrecimento acentuado.

Hanseníase ? A hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa causada por um bacilo denominado Mycobacterium leprae. A hanseníase não é hereditária e sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa que foi infectada. A hanseníase é uma doença de notificação compulsória em todo o território nacional e de investigação obrigatória. Os casos diagnosticados devem ser notificados, utilizando-se a ficha de notificação e investigação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação/Investigação.

Os sintomas da hanseníase incluem: sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades; manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato; áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor; caroços e placas em qualquer local do corpo; diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).

Da redação