Municipal

Atualizado em 26/10/2017 16:03

Pedido de vista adia decisão sobre recebimento de denúncia contra prefeito de Bayeux

A Câmara Municipal de Bayeux, decidiu, à unanimidade, durante sessão ordinária na manhã desta quarta-feira, conceder pedido de vista ao vereador-relator da Comissão de Constituição e Justiça e Redação José Eraldo Barbosa (Lico), acerca do pedido formulado de abertura de processo de cassação formulado pelos diretórios municipais do Partido Republicano Brasileiro (PRB) e Partido Republicano (PR) contra o prefeito interino Luiz Antônio.

Os representantes de ambos os diretórios fundamentaram o pedido em recente vídeo divulgado em veículos de comunicação, que a seu ver, justificam o afastamento do atual prefeito para que sejam investigados os fatos, bem como a abertura de processo de cassação, caso ao final sejam provadas as acusações. Os vereadores decidirão se acatam ou não a referida denúncia  durante sessão a ser realizada às 8h30 da próxima terça-feira 31.

Na ocasião, será apreciada outra denúncia apresentada por um eleitor bayeuxense. Ambas as denúncias podem ser arquivadas ou recepcionadas. Na possibilidade de recebimento, será instituída uma Comissão processante, composta por três vereadores e instaurada um processo administrativo para apuração dos fatos relatados na referida denúncia.

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) é composta pelos vereadores Uedson Orelha (PSL)/presidente, Lico (PSB)/membro, Betinho da RS (PTN)/membro, que têm como suplentes Roni Alencar (PMN), Jefferson Kita (PSB) e Cabo Rubem (PSB).

Cândido Nobrega