Municipal

Atualizado em 31/10/2017 15:29

Câmara aceita pedido e investiga Luiz Antônio

A Câmara Municipal de Bayeux aceitou nesta terça-feira (31) o pedido de aceitação de investigação contra o prefeito interino Luis Antônio (PSDB). O pedido foi aceito por unanimidade em meio a uma forte manifestação de populares. A investigação poderá levar a cassação do prefeito interino.

Luis Antônio está sendo acusado de  delito  político-administrativa depois que foi divulgado vídeo onde ele apareceria pedindo dinheiro ao empresário Ramon Acioly para ajudar na oposição contra o prefeito Berg Lima.

Apesar da admissibilidade da denúncia, os vereadores rejeitaram o afastamento imediato de Luiz Antônio. Uma segunda denúncia que havia contra ele foi arquivada na mesma sessão.

A denúncia foi apresentada pelos partidos PR e PRB no dia em que o vídeo de Luis Antônio foi divulgado na TV Arapuan. No entender dos partidos o tucano ?quebrou o decoro? da função.  As imagens revelam um homem obstinado a tomar o poder, usando as formas vis na administração pública , diz a denúncia.

Após a denúncia aceita, uma comissão processante será instaurada para investigar a conduta do prefeito. Contudo, como a cidade tem tanto o prefeito Berg Lima, como o interino, Luis Antônio, em situação semelhante, a Câmara de Bayeux passa a ter duas comissões contra dois prefeitos funcionando ao mesmo tempo.

Se os dois prefeitos, tanto o afastado quanto o interino, acabarem cassados pela Câmara, o presidente do legislativo, Mauri Batista (PSL/Livres) assume temporariamente o comando do Executivo. A Lei Orgânica de Bayeux estabelece que ele deve ficar no cargo por 30 dias, quando deve ser feita uma eleição indireta para a escolha do novo gestor.