Municipal

Atualizado em 23/01/2018 08:47

Em Bayeux, vereador-presidente desqualifica e rebate denúncias vazias

legenda da imagem

O presidente da Câmara Municipal de Bayeux, Mauri Batista, popularmente conhecido por Nôquinha rebateu com veemência, denúncias vazias e pontuais, acerca de gastos  excessivos  que estariam sendo praticados pela Casa com serviços de assessoria de imprensa.

Ele lembrou que o respectivo processo licitatório foi público, cumpriu todos os trâmites legais e que a referida e comprovada prestação de serviços de divulgação das ações administrativas e institucionais tem correspondido às expectativas, com profissionalismo e eficiência, através de um custo compatível ao Legislativo de um município do porte de Bayeux.

Contas aprovadas

  Todas as últimas contas da Câmara ? inclusive as relativas a esses pagamentos - foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. No julgamento das contas do exercício de 2011, por exemplo, o auditor Renato Sérgio Santiago destacou, quanto à correta  aplicação de recursos, o fato incomum, de essa Casa ter chegado ao final daquele período, com mais de R$ 60 mil em caixa , frisou.

Nôquinha questionou o fato de após recentes decisões, indivíduos ligados ao prefeito interino Luiz Antônio, terem passado a  meter o pau  na Câmara em pontuais veículos de comunicação e grupos de Whatzapp, num modus operandi idêntico ao que teria sido adotado pelo prefeito contra o deputado federal André Amaral e gravado em áudio, que fundamentou pedido de cassação do mandato acolhido pela Casa.

Transparência de gestão

Acerca da transparência de gestão, ele acrescentou que a Câmara Municipal divulga em tempo real informações sobre sua execução orçamentária e financeira em meios eletrônicos de acesso público, através do Portal da Transparência (www.portaldatransparencia.gov.br), com atualização diária dos dados.

Por fim, Nôquinha renovou o convite a todos que tiverem interesse em consultar as informações constantes nos balancetes mensais, que o façam através dessa ferramenta ou por meio do Programa Sagres, do TCE-PB..  Tudo isso comprova, com robustez, o zelo que temos pelos recursos públicos e patrimônio da Casa de ?Severaque Dionísio? , arrematou.

Cândido Nobrega