Municipal

Atualizado em 23/01/2018 08:59

Jefferson Kita denuncia perseguição a servidores humildes em Bayeux

legenda da imagem

O vereador de Bayeux, Jefferson Kita (PSB), denunciou através de nota e áudios divulgados nas redes sociais a prática de perseguição por parte do prefeito interino Luiz Antônio (PSDB) a servidores indicados por vereadores que fazem oposição ao mesmo.

Segundo Jefferson, servidores que estavam na prefeitura desde a gestão de Expedito Pereira (PSB) estão sendo demitidos.

 O recado foi dado por parte da gestão que todas as pessoas que fossem minha ou conhecida, ou próxima a mim a ordem era demitir. Não só a mim, mas a todos os vereadores que não concordaram a ceder à chantagem do prefeito para se perpetuar no poder de maneira ilegítima , disse.

 Só tenho a repudiar, de maneira veemente, a atitude dessa gestão, perseguidora, tirana que persegue pais de famílias, mães de famílias que ganham um salário mínimo por conta da política. Não queira atingir pessoas simples não, vamos para o embate político com quem tem força para debater. Não atingindo pessoas simples que dependem de um salário mínimo para sobreviver , prosseguiu Jefferson.

Leia a nota na íntegra:

NOTA PÚBLICA

Caros amigos de Bayeux, nas últimas horas tenho sido vitimado por inúmeras calúnias e comentários difamatórios por parte dos aliados do prefeito interino Luiz Antônio. Tais práticas tentam deturpar fatos e denegrir a minha trajetória política, maculando assim, a honra e dignidade de um homem que sempre galgou sua caminhada em cima da ética e verdade.

A minha postura, enquanto opositor ao governo provisório e ilegítimo, me permite tecer qualquer tipo de comentário, principalmente no que diz respeitos as graves e constantes perseguições que servidores ? ligados a vereadores que não cederam as chantagens e barganhas ? veem sofrendo pela atual gestão. Tenho plena convicção de que penalizar pessoas simples e humildes é um ato desumano e covarde de um gestor que tenta a todo custo se perpetuar no poder.

Infelizmente, possuir opiniões distintas ou pontos de vista que não se alinhem a perspectiva imposta pelo prefeito interino e o seu grupo, limita o avanço e a paz na cidade. Lembro que tais condutas estão providas de uma visão unilateral, totalitária e ditatorial ? aspectos que combato com veemência ?. As marcas dessa administração de retrocesso estão presentes nas obras arrastadas, nas contratações irregulares e na má gestão do dinheiro público. Práticas clientelistas que estavam sendo superadas.

Sempre fiz e farei oposição de forma responsável e transparente pois, sobretudo, exerço meu cargo de vereador com respeito e compromisso para com a população baienense. Tenho minha base formada no diálogo, na reivindicação dos direitos e na formulação de políticas públicas, o que me permite seguir com a consciência tranquila, pois cumpro com minhas funções cotidianas de forma a edificar uma Bayeux mais humana e igualitária. Sempre lutarei para estabelecer um caminho de desenvolvimento e prosperidade em nossa cidade.

Jefferson Kita

Vereador de Bayeux