Policial

Atualizado em 07/03/2018 07:30

Justiça mantém prisão de Tatiana Corrêa e procurador; ex-prefeita irá para presídio

legenda da imagem

A ex-prefeita do Conde, Tatiana Côrrea, e o ex-procurador  Francisco Cavalcanti Gomes, tiveram a prisão preventiva mantida pela justiça na tarde desta terça-feira (6). Eles foram presos nesta manhã, em uma operação desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, em parceria com o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil.

A ex-prefeita será transferida para a Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, na Capital, enquanto Francisco será detido em um dos Batalhões da Polícia Militar.

Segundo a investigação do Gaeco, os denunciados promoveram a desapropriação fraudulenta de terras, no valor de R$ 620 mil, valores estes que retornaram em benefício destes através da utilização de terceiras pessoas.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e prisão preventiva tendo como alvos de Tatiana Lundgen Correia de Oliveira, ex-prefeita do Conde, e Francisco Cavalcante Gomes, ex-procurador do município.

Tatiana responderá pelos art. 1°, incisos I, II, IV e V do Decreto-Lei n° 201/67; arts. 312, 313-A e 347 do Código Penal e art. 1° da Lei n° 9.613/98, c/c os arts. 29 e 69, todos do Código Penal e Francisco pelos arts. 312, 313-A e 355 do Código Penal e art. 1° da Lei n° 9.613/98, c/c os arts. 29 e 69, todos do Código Penal.