Estadual

Atualizado em 25/06/2018 09:12

Pré-candidatos ao Governo comentam gastos das suas pré-campanhas

legenda da imagem

Os pré-candidatos ao Governo do Estado até o momento revelaram quanto suas pré-campanhas estão custando. Para eles, os custos estão sendo bancados pelos seus próprios bolsos.

O pré-candidato do PSB, João Azevedo, que tem viajado todo o Estado, também tem feito seu trabalho com o seu próprio dinheiro. No caso do pré-candidato do Psol, Tárcio Teixeira, o trabalho tem sido intensificado na Capital mesmo, o que contribui para que ele reduzir praticamente todos os gastos e ainda pode contar com o apoio da militância da legenda. Quando a gente participa de ações em outras cidades, que são poucas, ficamos na casa de amigos e contamos com o dinheiro dos próprios militantes, disse Tárcio Teixeira.

Já o pré-candidato do PV, Lucélio Cartaxo, garantiu que os valores gastos até agora com a pré-campanha são irrisórios, mas custeados por ele mesmo com as viagens sendo realizadas com o veículo próprio. Nós temos feito um pré-campanha de forma muito humilde. Viajamos no próprio carro, combustível bancada por nós mesmos para visitar as pessoas. Às vezes a gente fica na casa de parentes e amigos e por isso, não estamos tendo grandes gastos. Durante a campanha sim, vamos utilizar o fundo partidário e apresentar todos os gastos, justificou Lucélio Cartaxo.

A mesma justificativa teve os dirigentes do MDB na Paraíba. Eles confirmaram que a pré-campanha realizada por José Maranhão tem sido com o dinheiro do próprio pré-candidato. Cada pessoa tem bancando suas próprias atividades aqui no MDB, pois não existe processo eleitoral ainda. Os gastos de campanha nós só vamos utilizar do partido quando tiver o registro das candidaturas, disse o tesoureiro do MDB, Antônio de Souza. Os socialistas não fugiram a regra da maioria.