Municipal

Atualizado em 26/07/2018 14:25

Entidades pressionarão vereadores para impeachment de Leto Viana

legenda da imagem

Representantes de cinco partidos e oitos entidades da sociedade civil irão à Câmara de Vereadores de Cabedelo, na noite desta quinta-feira (26), cobrar, durante a volta dos parlamentares ao trabalho, o cumprimento dos prazos para apreciação do pedido de impeachment do prefeito Leto Viana, que está preso no 5º Batalhão de Polícia Militar, desde o dia 3 de abril.

Viana foi alvo da Operação Xeque-Mata, da Polícia Federal e Ministério Público do Estado, que investigou um esquema de corrupção na Prefeitura e Câmara de Cabedelo.

As entidades pedem que sejam realizadas novas eleições na cidade e buscam evitar que haja qualquer postergação do processo.

De acordo com o presidente do Psol na cidade, partido que também assina o pedido de impeachment, Marcos Patrício, a cidade não pode continuar com dois prefeitos, dois presidentes de Câmaras e 25 vereadores, levando em consideração que os salários dos afastados foram apenas suspensos e não cancelados definitivamente e três já conseguiram na justiça o retorno do pagamento.

Só os vereadores que atualmente compõem a Câmara Municipal podem resolver definitivamente esse absurdo e terão a oportunidade de se posicionar publicamente votando pelo impeachment do prefeito e em seguida pela quebra de decoro dos vereadores, afirmou.