Estadual

Atualizado em 09/10/2018 11:33

Grupo Ribeiro se agiganta com vitória histórica de Daniella ao Senado

legenda da imagem

Veio do partido Progressistas a primeira mulher eleita pela Paraíba para o Senado Federal. Muitas vezes desacreditada, até mesmo por ser mulher, Daniella ultrapassou barreiras, enfrentou preconceito e saiu do pleito de outubro de 2018 como uma gigante. Não representa apenas um rostinho bonito, mas, sobretudo, uma cabeça pensante.

Foram as ideias de Daniella, aliada ao desgaste da classe política, em sua maioria, formada por políticos do sexo masculino, que deram à paraibana o título de primeira mulher Senadora da República pelo Estado. Nos ditados populares dizem que por traz de um grande homem, há sempre uma grande mulher. No caso de Daniella quem deu esse respaldo foi um grande irmão, o deputado federal, Aguinaldo Ribeiro, do Progressistas, que mesmo sendo líder de um Governo desacreditado no Congresso Nacional, conseguiu facilmente descolar sua imagem da desgastada gestão Michel Temer e associar seu mandato aos frutos de um mandato de resultados.  Por cada canto da Paraíba há um pouco do mandato de Aguinaldo, seja da maior a menor cidade do Estado.

O parlamentar pavimentou não apenas a sua reeleição, como também projetou a irmã de forma excepcional, saindo do pleito muito maior do que entrou. Aguinaldo é solícito, articulador e conseguiu passar, com êxito, para seu eleitorado, as boas credenciais da irmã. Ele é o segundo deputado mais votado do pleito desse ano e chegará à cúpula nacional do PP e ao Congresso com mais força política do que já acumula.

Ela, Daniella, a primeira mulher da história da Paraíba a ser eleita para o Senado. 

Cada apoio conquistado pelos Ribeiro foi sendo multiplicado. Quem decidia apoiar Daniella aproveitava para conquistar mais um voto, e assim ela acabou surpreendendo nas urnas.

aniella é o resultado da confiança depositada pelo eleitor e a esperança de que a participação feminina na política deve continuar valendo a pena.

Ela já adiantou que vai combater privilégios, assim como fez na Assembleia Legislativa da Paraíba e pretende fazer com que a renovação de parte do Senado, garantida pelas urnas em 2018, seja uma lição  a ser aprendida por todos.

Não basta ser a primeira mulher a ser eleita senadora, mas sim chegar lá e fazer a diferença, ressaltou a parlamentar.

Márcia Dias