Estadual

Atualizado em 10/10/2018 17:42

Já chega a dez o número de deputados cotados para presidir ALPB; no páreo, Ricardo Barbosa avisa que manterá conversa com João e RC

legenda da imagem

Quatro dos 10 deputados estaduais que pretendem disputar a presidência da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) na próxima legislatura aproveitaram a sessão de ontem da Casa para anunciar a candidatura.

Branco Mendes (Podemos), Tião Gomes (Avante), Ricardo Barbosa (PSB) e Estela Bezerra (PSB) já caíram em campo para conquistar o apoio dos colegas. Adriano Galdino (PSB), Buba Germano (PSB), Hervázio Bezerra (PSB), Genival Matias (Avante), Jeová Campos (PSB) e Cida Ramos (PSB) também são cotados para o cargo.

Branco Mendes disse que já começou a conversar com os deputados sobre sua pretensão na disputa pela presidência, destacando a experiência adquirida depois de ter passado pela secretaria e Comissões da Casa. Eu tenho a experiência de já ter sido primeiro secretário da Mesa, estou na segunda Secretaria, conheço os trâmites de como funciona o Poder Legislativo e meu nome vai estar sempre à disposição para que possamos, daqui pra frente, formar um diálogo entre os 36 parlamentares, disse.

O deputado Tião Gomes disse que a disposição do seu nome para a disputa se deve a um desejo do partido que conseguiu garantir a segunda maior bancada na próxima legislatura, com quatro deputados. Sou briguento, nunca fiquei em cima do muro, mas nunca envergonhei o Poder Legislativo. Tenho merecimento. Nada mais justo do que ser coroado pelo meu trabalho na Assembleia, destacou, lembrando do ex-deputado José Lacerda Neto. Quero ser igual a ele com muitos mandatos, mas diferente em um aspecto: quero ser presidente desta Casa.

Ricardo Barbosa disse que, antes de qualquer coisa, conversará com o governador Ricardo Coutinho (PSB), com o governador eleito, João Azevêdo (PSB) e com o atual presidente da Casa, Gervásio Maia (PSB) sobre a eleição para a composição da Mesa.

Seria um motivo de muito contentamento e realização pessoal. Para ser candidato é preciso que você transite bem, tenha essa relação boa com o Poder Executivo, com o novo governador e com o Legislativo, porque na eleição da Mesa os votos são dos deputados, afirmou Barbosa.