Municipal

Atualizado em 09/11/2018 09:56

Corujinha nega especulações de que não assumiria a presidência da CMJP: O acordo será cumprido

legenda da imagem

A Câmara Municipal de João Pessoa estará sob novas asas a partir de 2019. É que o atual presidente, o tucano Marcos Vinícius já prepara o ninho para acomodar Corujinha, vereador do PSDC eleito por antecipação para comandar o segundo biênio do Legislativo municipal. A proposito João Corujinha (PSDC) negou ontem especulações segundo as quais ele não assumiria a presidência da Casa, no biênio 2019/2020.

Fui eleito junto com a primeira Mesa [cujo presidente é Marcos Vinicius], afirmou, o acordo será cumprido assim como ocorreu na Assembleia. A nova composição tem dois membros da oposição: Léo Bezerra (PSB), como 1º vice-presidente, e Humberto Pontes, como 2° secretário.

Nos bastidores chegou a se especular a possibilidade de Marcos continuar no comando do parlamento, sobretudo pelo trabalho êxitoso que realizou durante todo o mandato, mas a possibilidade foi descartata.

Foram eleitas as duas Mesas, nunca tive problemas com ninguém e esse período vai ser para conhecer os trâmites da gestão a cada dia, a parte administrativa e financeira para quando chegar a minha vez, a gente chegar bem conhecendo o funcionamento da Casa. O que eu posso dizer é a administração de Marcos foi muito bem com as sessões sendo realizadas. Esse período legislativo tem sido muito produtivo.Temos só que parabenizar a todos os vereadores e dar continuidade ao trabalho dos vereadores aqui, na Câmara, destacou Marcos.

Já o futuro presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) vereador João Corujinha falou a respeito das suas expectativas para presidir a Casa e revelou que pretende dar continuidade ao bom trabalho que Marcos Vinícius vem desenvolvendo à frente da Mesa Diretora.

Teremos inovação, progresso, continuidade do bom que está sendo feito e procurar melhoras, esse é o nosso perfil, vai vir aí uma Casa nova com apoio do prefeito que já liberou o empréstimo e Marcos vai nos ajudar nisso aí como presidente da Casa que ele é hoje disse.