Estadual

Atualizado em 29/11/2018 16:01

MDB/PB pode reconquistar dissidentes após balanço de final de ano

MDB vai reunir filiados em dezembro para avaliação; Roberto Paulino defende ação para reconquistar ex-membros da legenda

legenda da imagem

A cúpula estadual do MDB da Paraíba marcou para dezembro deste ano uma reunião com os membros da legenda para fazer uma avaliação dos rumos do partido, bem como projetar novas ações tanto para 2019, quanto para o pleito municipal de 2020.

Nós vamos fazer uma reunião ainda nesse mês de dezembro, mas ainda não marcamos o dia. Será uma avaliação geral da situação do partido e de suas estratégias, com relação ao resultado das urnas e os próximos passos da sigla, ressaltou o senador José Maranhão, atual presidente estadual do partido, durante entrevista ao programa Arapuan Verdade.

Para o ex-governador Roberto Paulino, um dos filiados históricos da agremiação, o MDB deve colocar em prática uma estratégia a fim de reconquistar os antigos filiados que deixaram a sigla nos últimos meses.

A partir do ano que vem vamos reagrupar, conversar e convidar esses companheiros para que possamos reestruturas o nosso partido, ressaltou.

Outro ponto defendido pelo ex-chefe do executivo é a manutenção do senador Maranhão no comanda da sigla.

Defendo que o senador Maranhão deve continuar na presidência, até porque ele é a maior expressão política do partido e também uma das maiores do Estado já que exerce um mandato no Senado Federal, falou

Paulino não citou nomes, mas figuras como o senador Raimundo Lira, que hoje está filiado ao PSD, e o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, que trocou o MDB pelo PSC, são alguns dos nomes que podem ser ?cortejados? para voltar a integrar a sigla na Paraíba.