Estadual

Atualizado em 12/12/2018 09:28

Fiz sugestões que não foram aceitas para o secretariado, revela RC sobre composição do Governo João Azevêdo

legenda da imagem

Eu posso confessar que fiz sugestões que não foram aceitas para o secretariado. A revelação foi feita hoje, terça-feira (11), pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), durante entrevista ao programa Rede Verdade, da TV Arapuan, ao admitir que nem todos os nomes que foram sugeridos por ele para permanecer na administração estadual, ou até mesmo nomes novos, tiveram o aval do futuro governador João Azevêdo (PSB).

Ricardo evitou citar quais seriam esses auxiliares, mas considerou a postura de João além de correta, coerente.

O governador lembrou que João tem que se cercar dos companheiros dele e não dos de Ricardo, já que é ele quem vai comandar o processo, quem vai fazer as cobranças a partir de agora.

Eu tenho deixado João bem a vontade, mas isso não me impede de fazer considerações que eu julgue necessárias e nem as considerações que eu faço são necessariamente aceitas. Eu posso confessar que fiz sugestões que não foram aceitas para o secretariado e isso é corretíssimo, é um direito que assiste a João. É ele quem vai levar a cobrança e vai levar a energia para frente, ressaltou.

Ricardo ainda destacou que boa parte dos auxiliares permanecerão porque são o projeto, assim como Azevêdo e gozam da confiança do grupo.

É preciso compreender que João não chegou no projeto agora, ele não está chegando para formar um governo, ele vem de um projeto, ele é parte disso, ele construiu junto comigo e os demais. Nós estamos dentro do mesmo barco e a população disse que esse barco era o melhor para a vida delas.  Nós precisamos de alguém que tenha capacidade de governar, e João tem, então é natural que ele se cerque dos seus companheiros, não são dos meus, mas dos companheiros dele, ressaltou.

Para Coutinho, João Azevêdo vai administrar o estado da Paraíba em uma situação muito mais favorável do que a que ele pegou em 2010.

Já sobre os próximos 20 dias de gestão, o último do mandato, Ricardo ressaltou que seu pique continua.

Até o último dia vou ter uma agenda de inaugurações e depois eu vou cuidar da minha vida, comentou o governador.

Márcia Dias