Médicos do Hospital da FAP suspendem atividades

Médicos que trabalham no Hospital da Fap afirmam que valores de procedimentos têm sido reduzidos e causado prejuízo aos profissionais. Eles pararam as atividades nessa segunda-feira (01) e cirurgias eletivas oncológicas foram suspensas por tempo indeterminado.

Apenas cirurgias de urgências estão sendo mantidas, em uma média de seis a oito procedimentos paralisados. De acordo com profissionais, as fraudes estariam acontecendo desde 2017 e em alguns casos, procedimentos que deveriam custa R$1075, foi pago por R$56.

As denúncias foram encaminhada aos Ministérios Público Federal e Estadual, e ao Conselho Regional de Medicina (CRM), o último órgão afirma já estar investigando a denúncia.

O Hospital da Fap é referência no tratamento de pacientes com câncer na região. Procedimentos de quimioterapia e radioterapia não foram afetados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *