Kita rechaça boatos e justifica o valor de reforma da Câmara de Bayeux

O vereador Jefferson Kita, presidente da Câmara Municipal de Bayeux, desmentiu informações divulgadas por setores da imprensa, dando conta de gasto inexistente apenas com a pintura do prédio do legislativo bayeuxense e recente reforma, inaugurada no último mês de agosto. Para o parlamentar, “esse tipo de notícia plantada na mídia” visa apenas confundir a população para desviar o foco dos verdadeiros problemas que assolam a cidade.Continua depois da publicidade –

Kita ressaltou que o trabalho realizado à frente da Casa Severaque Dionísio tem gerado fatos positivos, citando ações como a doação que vereadores e servidores da Câmara passaram a fazer ao Hospital Laureano, tornando-se pioneira nesse tipo de ação em todo Estado.

“Fiquei surpreso com a matéria, já que a Câmara de Bayeux vem se destacando com uma gestão equilibrada, uma gestão independente, que ganhou credibilidade e que sai na imprensa, não de uma maneira negativa, e sim de maneira positiva, como a primeira câmara a fazer a doação ao Hospital Laureano, por meio de um convênio onde se desconta mensalmente dos salários de vereadores e servidores ajudando o hospital”, disse.

“A Câmara de Bayeux entregou um anexo com mais dois gabinetes, sala de reuniões, estacionamento com garagem, coisa jamais vista na Casa, além de fazer toda reforma e pintura. Podemos dizer que a Câmara hoje está impecável, pois todas as pessoas que a frequentam sentem a diferença. A ‘casa do povo’ tem todo o conforto que ela merece. O dinheiro da Câmara está sendo empregado na própria Câmara, porque o poder é permanente, mas os mandatos são passageiros. Enquanto eu estiver presidente, vou a conduzir de maneira transparente como sempre foi”, completou Kita.

O vereador afirmou não haver fundamento nas denúncias “infundadas” que, segundo ele, buscam desestabilizar a Casa. Kita ainda chamou a atenção para o tamanho da estrutura física da Câmara, que é a terceira maior do Estado.

“A gente recebeu com surpresa essa denúncia que ninguém sabe de onde partiu, até porque não tem fundamentação nenhuma. A Câmara de Bayeux, em termos de estrutura física, poucos sabem, mas está entre as três maiores câmaras da Paraíba. São mais de 300 metros de área construída, com todo um aparato físico significativo. É importante destacar que foi feito o serviço de pintura numa edificação que possui 17 gabinetes, mais cinco salas – entre plenário, galeria, secretaria legislativa, tesouraria e corredores, além de uma área externa muito grande. Aliás, não foi feita só a pintura do prédio, mas também todo um trabalho de restauração de paredes, recuperação de gesso e pintura de muros, comprovando que fizemos a reforma completa”, ressaltou.

“Então, se pararmos para analisar, veremos que R$ 17 mil ficou até abaixo do preço de mercado com esses mais de 300 metros de área construída pintada. Inclusive, o valor de R$ 17 mil da despesa com a nossa reforma está bem abaixo do preço da tabela SINAPI (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices), que é a tabela que regula os preços de obras públicas”, explicou.

Kita destacou ainda o fato de a Câmara de Bayeux jamais ter feito qualquer gasto com diárias, viagens, cursos ou congressos, diferente, segundo ele, da grande maioria das casas legislativas municipais espalhadas pelo Paraíba.

“Isso nos orgulha bastante, já que somos uma das poucas câmaras da Paraíba que não fez nenhum pagamento de diária, não pagou um centavo de diária, enquanto algumas casas gastaram milhões, outras gastaram quantias significativas e outras nem tanto. Quase todas têm gasto com diárias para viagens e congressos, mas a Câmara de Bayeux, com muito orgulho, é uma das poucas câmaras que não tem um centavo pago a nenhum vereador de diária para nenhuma viagem. A nossa câmara se comporta de maneira austera, transparente e mostrando credibilidade”, finalizou o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *