Assaltantes fogem da polícia com reféns em capô de caminhonete

Pelo menos sete pessoas foram feitas reféns e usadas como escudo humano por um grupo criminoso em Vidal Ramos, no Vale do Itajaí, durante um assalto a agências bancárias na manhã desta quarta-feira (4). Dois homens ficaram feridos e ninguém foi preso. No início da tarde, os reféns já haviam sido liberados. Até as 14h, a polícia buscava os criminosos.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 11h25, o grupo fez vários disparos para assustar os moradores do município de pouco mais de 6 mil habitantes.

Eles chegaram a fazer um escudo humano na frente das agências: um banco e uma cooperativa de crédito. A princípio, havia pelo menos quatro criminosos.

Os assaltantes fugiram em uma caminhonete preta com reféns: dois ficaram deitados de bruços no capô, uma pessoa na lateral esquerda do carro e outras três na caçamba. A PM fiz que ainda há um sétimo refém.

A polícia ainda não explicou por quanto tempo os reféns ficaram nessa situação, ou para onde foram levados. A Delegacia de Polícia de Ituporanga, que fica a cerca de 30 quilômetros de Vidal Ramos, informou que os reféns já foram liberados, mas não deu detalhes sobre como isso aconteceu.

Outros dois veículos também foram usados no assalto, segundo a PM. Na fuga, os criminosos atearam fogo em pelo menos um caminhão na SC-110 para trancar a passagem de viaturas. Os bombeiros controlaram as chamas.

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Aurora informou que um guincho retirou o caminhão incendiado da rodovia SC-110 e o trânsito foi liberado por volta das 15h. Outro carro também foi encontrado incendiado em uma estrada rural na região.

Até as 15h15, as polícia Militar e Civil faziam buscam pelos criminosos. Helicópteros da PM vindos de Florianópolis, Joinville, no Norte do estado, e Balneário Camboriú, no Litoral Norte, atuavam na ocorrência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *